"Já operei o desvio de septo e quero fazer rinoplastia, e agora?"




Nos casos de septoplastia (ou cirurgia para correção de desvio de septo) prévia é importante na consulta com o cirurgião otorrinolaringologista avaliarmos se ainda "sobrou" alguma quantidade de cartilagem do septo que possa ser utilizada como enxerto, caso eles sejam necessários.


Caso não tenha cartilagem suficiente do septo, podemos utilizada a cartilagem da orelha em casos mais simples, ou então, em casos mais complexos e com necessidade de enxertos maiores, pode-se utilizar a cartilagem da costela.


A remoção da cartilagem de orelha é bem comum e é um procedimento rápido, realizado no mesmo tempo cirúrgico da rinoplastia. Não costuma causar maiores complicações, sendo necessário apenas um curativo compressivo sobre a orelha por aproximadamente 1 semana. Não costuma causar alterações na forma da orelha ou cicatrizes aparentes.

Se você tem tendência a formação de quelóides, sempre avise o seu cirurgião dessa questão antes, pois quelóides na orelha são mais comuns.


A remoção de cartilagem da costela é um procedimento um pouco mais complexo, porém como realizamos em conjunto com Cirurgião Torácico com grande expertise nessa área, as taxas de complicação são muito baixas e acrescenta pouco tempo a mais no tempo total de cirurgia (30-40 minutos em média).

A incisão ou corte para remoção da cartilagem da costela costuma ser posicionada abaixo da mama, no sulco inframamilar, normalmente após a plena cicatrização, não costuma ter tamanho superior a 2 cm. A retirada de cartilagem de costela pode aumentar o risco de dor no pós operatório.


Para evitar esses transtornos, procure fazer sua rinoplastia sempre com um cirurgião especialista em nariz!


Ficou com alguma dúvida??

16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo